terça-feira, 14 de novembro de 2017

“Nesta história, mora uma casa, e nessa casa mora um menino, no menino mora um coração. É deste modo, cheio de humor, delicadeza e poesia, que embarcaremos numa viagem à (re)descoberta das coisas simples que vivem mesmo ao nosso lado. Pelo caminho, percorremos uma cadeia de associações que, afinal, nos levará a descobrir o lugar da amizade e da liberdade. Por intermédio de um jogo-puzzle, o Marc e a São contam a história do livro Onde Moram as Coisas, que flui como o pensamento de uma criança, tão gracioso quanto inesperado. Depois, com a colaboração de todos, vamos construir uma história só nossa, que, em passinhos curtos mas firmes, nos conduzirá direitinhos a essa grande casa sem paredes nem tecto que é a imaginação.”


terça-feira, 24 de outubro de 2017

   No passado dia 23 de outubro, alunos do 9.º ano, assistiram a uma sessão relacionada com a participação de Portugal na I Guerra Mundial, dinamizada pelo professor Gil Santos, autor do livro "De Chaves a Copenhaga – A Saga de um Combatente", tendo por base o diário do seu avó.
   Após a visualização de um documentário sobre o tema, o orador surpreendeu a assistência trajado a rigor, como um combatente do CEP (Corpo Expedicionário Português) para nos relatar, na primeira pessoa, a “saga” do avó Manuel Pereira dos Santos nas trincheiras lamacentas da Flandres e noutros cenários de guerra .




segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Dia Mundial da Alimentação 2017


Anualmente, no dia 16 de outubro celebra-se o Dia Mundial da Alimentação. 
Este ano, o tema proposto pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) traz como tema:
“Mude o futuro da migração. Investir na segurança alimentar e no desenvolvimento rural.”


A NOVA RODA DOS ALIMENTOS (clica aqui)




segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Formação do Utilizador

Está a decorrer para todas as turmas de 5.º ano, uma atividade formativa “Formação do Utilizador” no sentido da descoberta e correta utilização da Biblioteca.

“Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte.”

                                    (Carlos Ruiz Zafón, “A sombra do vento”)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Boas Vindas

A equipa da Biblioteca Escolar da EB de Palmeira, deseja a todos os alunos um feliz regresso às aulas neste ano letivo que agora se inicia.
Abraçada por um espaço aconchegado e afável, a BE  apresenta-se como um panorama enriquecedor de aprendizagens e saberes que, por sua vez, coadjuvam na formação académica, intelectual e pessoal das nossas crianças.


Lembramos que nem todos somos leitores, mas podemos mudar as circunstâncias para o sermos: mais e melhores leitores!

A BE de Palmeira pretende contribuir para um ótimo ano letivo, com sucesso educativo e boas leituras!





  "Não se nasce leitor. O leitor faz-se!" (Javier Garcia)


terça-feira, 6 de junho de 2017

SARAU CULTURAL

No dia 2 de junho, a Biblioteca Escolar de Palmeira dinamizou mais um Sarau Cultural dedicado a Sophia de Mello Breyner Andresen, no âmbito do Projeto "Ler + Sophia em Família".
No evento participaram os alunos do 5.º C e do CEF-acompanhante de crianças e respetivos familiares, que compareceram em grande número.
Pelas 21:00, cumpriu-se a sessão de abertura, seguida da apresentação da biografia de Sophia de Mello Breyner. Ao longo da noite, foram feitas dramatizações que tiveram por base a adaptação das obras “A Menina do Mar“ e “O Rapaz de Bronze“, da autora em foco.

No final, procedeu-se à entrega dos prémios de Mérito da Biblioteca Escolar, tendo os premiados presenteado o público com recitações de poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen.






segunda-feira, 5 de junho de 2017

Disciplina de Artes e Técnicas

A arte é um elemento indispensável no desenvolvimento da expressão pessoal, social e cultural do
aluno. É uma forma de saber que articula imaginação, razão e emoção.

Desta forma, contribui para o desenvolvimento de diferentes competências e reflete -se no modo como se pensa, no que se pensa e no que se produz com o pensamento.

Na Educação em Arte o aluno desenvolve a sua sensibilidade, percepção, imaginação, destreza manual tanto ao realizar formas artísticas como na ação de apreciar e conhecer as formas produzidas por ele e pelos colegas. A arte não está separada da vida comunitária, faz parte integrante dela. Com o objetivo de divulgar e continuar a incentivar o trabalho artesanal aqui ficam algumas fotos, do produto final dos trabalhos realizados por alunos de 7º e 8º ano de escolaridade, para mais tarde recordar.



“Não há, na arte, nem passado nem futuro. A arte que não estiver no presente jamais será arte. 

                                                                              (PABLO PICASSO)

                                                                                    Profª Fernanda Oliveira